Prometheus! Mas Não Cumpriu

quarta-feira, 10 de outubro de 2012


Prometheus é um filme de ficção cientifica dirigido por Ridley Scott, que traz uma questão antiga da humanidade. Perguntas como. De onde viemos? Do que somos formados? Para que existimos? ..., e o filme traz a tona estes temas.

Colocando a fé contra a razão, o filme fala de um casal de cientistas que fazem uma pesquisa em cavernas sobre desenhos da antiguidade e descobrem um padrão de planetas nestes desenhos. Então acham que alguns alienígenas destes tais planetas criaram o homem. Eles então partem numa aventura ate este planeta, para descobrir os supostos criadores da humanidade. O filme é um preludio de Alien, o 8º Passageiro filme de muito sucesso, também de Ridley Scott .

O interessante que eu acho em todo desenvolvimento deste filme é que como é difícil para muitas pessoas acreditarem que Deus um ser supremo, soberano, com total poder, cheio de autoridade e de glória, foi quem nos criou. Como muitos homens não conseguem intender e compreender isso, e ficam criando teses e mas formas, de questionar algo que em minha humilde opinião é óbvio. Deus um ser supremo nos criou a sua imagem e semelhança para louvor de seu nome. Como parece ser tão dificil para a humanidade absorver essa realidade biblica.

Tentando não dar spoilers outra coisa interessante no filme. É que quando eles chegam no tal plante não são bem recebidos. E quase no final do filme onde muitos já tinham morrido, a cientista faz uma oração olhando para o céu e diz “Sinto muito, Oh meu Deus! Desculpa”. Deixando uma grande lição, por mas céticos e ateus que algumas pessoas afirmam ser, todos sabem que na hora da dor existe alguém nos céus que sempre vem em favor dos que o clamam.

 Pastor Rodrigo Almeida.





Filme: Prometheus
 Ano: 2012
 Sinopse: 2089. Elizabeth Shaw (Noomi Rapace) e Charlie Holloway (Logan Marshall-Green) são exploradores que encontram a mesma pintura em várias cavernas na Terra. Com base nisto, eles desenvolvem uma teoria em que a pintura aponta para um lugar específico do universo, que teria alguma relação com o início da vida no planeta. A dupla convence um milionário, Peter Weyland (Guy Pearce), a bancar uma cara expedição interestelar para investigar o assunto. Desta forma, Elizabeth e Charlie entram para a tripulação da nave Prometheus, composta pelo robô David (Michael Fassbender), a diretora Meredith Vickers (Charlize Theron), o capitão Janek (Idris Elba), entre outros. Todos, com exceção de David, hibernam em sono criogênico até que a nave chegue ao objetivo, o que acontece em 2093. Encantados com a descoberta de um novo mundo e a possibilidade de revelarem o segredo da origem da vida na Terra, Elizabeth e Charlie não percebem que o local é também bastante perigoso.

4 comentários:

Cris Boanerges disse...

Oh...bela postagem...Não conheço o filme, mas já estou ansiosa pra assistir!

Elisabeth Lorena Alves disse...

De fato as pessoas não eprcebem que tentando fugir de crer em algo que eles acreditam absurdo, criam absurdos maiores.
Só Deus na causa!

Rodrigo Almeida disse...

Obrigado pelos comentários de vocês duas. Bom Cris se você gosta de ficção cientifica e suspense vai gostar do filme. É fato mesmo Elisabeth tem se criado absurdos enormes.

Osvaldino Monteiro disse...

Felizes as pessoas que conseguem viver para notar que suas teses são sem fundamento. Elas têm chance de arrependimento. No entanto, muitas, como as que vão ficando para trás no filme, estão perdidas.
Só Jesus.

Postar um comentário